fofinho.jpg

A grande maioria das cidades no mundo perdeu seu conteúdo quando começou a modificar três elementos fundamentais: o rio, a rua, a praça.
Nossos amigos habitam esse estranho mundo síntese: um mundo de vizinhos. O vizinho é nosso parente urbano é parente por parte de rua ou primo-irmão de porta de mesma descendência: o elevador.

Jaime Lerner

o vizinho: parente por parte de rua - 2005

Só se atravessa uma rua quando se vive intensamente essa rua

Jaime Lerner

Que tal se cada agulhada da acupuntura for um gesto de amor à sua cidade?
Comece desenhando a sua cidade. Desenhe a vizinhança e marque aquelas pessoas que você conhece. Cumprimente-as pelo nome.
É uma boa acupuntura.

Jaime Lerner

acupuntura urbana - 2003

A pressa é amiga da perfeição. Vamos pensar no ideal e realizar o possível. Já

Jaime Lerner

a cidade: cenário do encontro – 1977

Uma cidade é muito mais que um modelo de planejamento, é muito mais do que um instrumento de política econômica, é muito mais do que um núcleo de polarização social.
A alma de uma cidade, a força vital que a faz respirar, progredir, existir – reside em cada um dos seus cidadãos, em cada homem que nela aplica e nela esgota o sentido de sua vida.

Jaime Lerner

a cidade: cenário do encontro - 1977

Uma boa acupuntura é permitir que o som normal das cidades possa ser ouvido. Fazer silêncio para depurar o verdadeiro som.
Afinar o som da cidade.
Meu sonho era ser um afinador do som das cidades.
Antigamente, havia aquelas pessoas que tinham a nobre missão de acender os lampiões de gás que iluminavam a cidade.
Eu queria ser o afinador de som.

Jaime Lerner

acupuntura urbana - 2003

Vita. A tartaruga, é um bicho da melhor qualidade. Ela não esquenta, não tem pressa de tomar a condução. nem sair correndo para o trabalho. Por carregar a casa nas costas, ela está sempre junto ao trabalho. Tudo ela faz a pé; por ser lenta, não quer dizer que sua vida é chata. Pelo contrário. Vita é muito divertida. porque não precisa viajar para ir ao cinema; tem sempre uma tartaruga-cinema, ou cine-tartaruga por perto.

 

Se ela quiser fazer "camping", nem falar então: ela é um camping eterno. 

Em época de festival de música, todas a invejam e querem carona. 

Vocês já repararam que o casco da tartaruga parece uma colmeia de células?

O casco da Vita representa as várias funções urbanas. O lugar de trabalho, o lugar da moradia, o lugar do lazer, enfim, um imenso abrigo. 

Vocês já pensaram no que aconteceria se o casco da tartaruga fosse dividido e separado em lugares distintos? Ela teria que passar o tempo juntando os cascos. Ainda mais lenta como ela é. Não há Vita que aguente isso. 

A tartaruga é o melhor exemplo de vida e trabalho juntos. 

Não tem a menor inveja daqueles que trabalham num lugar e levam horas para chegar em casa. Os pobres, por necessidade, e os ricos, para os quais não sobra tempo para usufruir do lugar exclusivo que escolheram. 

Trabalhando no nível da rua e morando em cima, ela vai levando. 

Ela é o bicho de estimação do Gregório. Se todos fizessem como a Vita. Gregório ficaria feliz. 

Vita, a tartaruga, é um bicho de qualidade.